Ao entrar em uma academia ou começar a praticar qualquer outra atividade física regular, as pessoas devem ser submetidas a uma avaliação física.

Essa análise consiste em um diagnóstico completo que aponta as limitações físicas de um aluno. Nesse processo, a pessoa é avaliada com base em seu histórico esportivo, possíveis doenças, restrições médicas, alimentação, medidas corporais, níveis de gordura, postura, flexibilidade, força e capacidade de absorção e uso do oxigênio.

Surpreso com a quantidade de critérios avaliados? Pois é, infelizmente, as academias menos idôneas não se aprofundam nesses testes. Isso faz os alunos terem a impressão de que as avaliações são apenas um meio dessas empresas faturarem uma grana extra.

Por outro lado, as academias mais profissionais se preocupam com a avaliação física e sabem da importância que elas possuem para os alunos cumprirem suas respectivas metas.

Hoje, vamos destacar os pontos que destacam a relevância das avaliações físicas antes de começar a malhar. Confira!

Indicação de problemas ou limitações físicas

Por falta de orientações, tem muita gente que entra em uma academia ou pratica outros exercícios mais carregados sem saber suas próprias limitações. Isso é um risco enorme!

Sem conhecer o próprio corpo, você pode prejudicar sua saúde, ao extrapolar em uma certa atividade. Por exemplo, você poderia adotar séries mais intensas de musculação ou treino funcional do que aguentaria.

Em contrapartida, com os dados levantados durante a avaliação física, o personal trainer terá meios de identificar os fatores de risco que podem desencadear alguma doença ou lesão.

A propósito, você pode se ajudar e facilitar para o seu personal se fizer um check-up antes da avaliação, pois, dessa maneira, ele terá uma série de informações complementares e importantes que somente exames clínicos podem apontar, como taxas de glicose, colesterol etc.

O importante é prover seu preparador ou personal da maior quantidade de informações possíveis sobre a sua saúde.

Personalização de séries de exercícios

Um profissional bem informado sobre seus problemas e limitações físicas tem mais condições de projetar séries personalizadas de treinamento.

Como se sabe, muitos alunos se desmotivam e até saem das academias quando praticam séries muito repetitivas, que não sejam adequadas ao seu estilo. É uma tendência dos clientes a busca por aulas mais dinâmicas e que gerem mais identificação.

O problema é que, sem uma avaliação e apenas na base do feeling, o personal poderá indicar uma bateria de exercícios pouco satisfatória para o aluno ou com uma frequência além do ideal.

Ninguém gosta de malhar apenas para cumprir uma obrigação, não é verdade? Ela pode ser um hobby e uma atividade lúdica. Mas, isso só será possível se os profissionais conhecerem bem as capacidades de seus alunos. Dessa forma, poderão ter séries que os motivem e, ao mesmo tempo, resolvam seus problemas.

Atribuição de metas alcançáveis

Quem entra em uma academia, geralmente, possui seus próprios objetivos, como perder peso, ganhar massa muscular, melhorar seu condicionamento, entre outros. Entretanto, as pessoas podem atribuir metas um pouco foras de sua realidade.

Não é porque você viu uma outra pessoa perder 20 quilos em 3 meses de treino que o mesmo acontecerá com você.

Pode soar como óbvio, mas cada pessoa reage de maneira diferente a uma mesma carga de exercícios. Afinal, a avaliação física de cada um é bem distinta, e isso faz toda a diferença.

Portanto, ao chegar para fazer sua avaliação, fale sobre seus objetivos de uma forma mais geral e aberta para seu personal. Com as suas observações e as informações levantadas sobre seu condicionamento físico, ele poderá calcular e especificar metas alcançáveis e desafiadoras.

Criação de uma dieta voltada para suas necessidades pessoais

As academias um pouco mais estruturadas também contam com os serviços de nutricionistas. Isso é muito importante para complementar e potencializar os resultados obtidos com os treinamentos físicos.

O profissional de nutrição também deverá ser municiado com informações advindas de sua avaliação, especialmente as relacionas à alimentação.

Com isso, o nutricionista poderá identificar se há nutrientes em falta ou em reserva em seu corpo. Posteriormente, ele preparará um cardápio, inclusive com refeições pré e pós-treino, que busquem equilíbrio e variedade, além de garantir a energia suficiente para que você possa praticar os exercícios prescritos em sua série.

Mensuração de resultados

A avaliação física não serve apenas para direcionar exercícios e dietas alinhadas com suas demandas. Ela também possui uma função altamente relevante: monitorar seu rendimento na academia.

Ao longo das semanas, meses e anos de treinamento, os dados colhidos inicialmente servirão de parâmetro para atestar seu desenvolvimento. Afinal de contas, mudanças acontecerão à proporção que as séries são evoluídas. Além do mais, sem uma avaliação prévia, será impossível atestar com precisão as possíveis melhorias.

Um detalhe importante que ainda não ressaltamos é a da reavaliação. Depois que um ciclo de treinamentos for fechado, é necessário refazer as avaliações para comparar os resultados obtidos.

Dessa forma, tanto você quanto seu personal e nutricionista saberão se o programa indicado surtiu efeitos positivos e o ajudou a cumprir seus objetivos.

Evolução de treinos e dietas

De forma conjunta às reavaliações e mensurações de resultados, tanto os professores quanto os nutricionistas poderão rever seus respectivos programas. A intenção é fazer com que as velhas metas sejam cumpridas de uma outra forma ou que novas sejam criadas e, posteriormente, batidas pelos alunos.

Essa reciclagem de treinos é importante para manter o dinamismo das atividades e a sua motivação em dia.

Com novas avaliações, será possível vivenciar um programa ainda mais satisfatório que o primeiro, pois as informações atualizadas permitirão aos profissionais conhecerem ainda mais as reações do seu corpo com os exercícios praticados. Assim, ele saberá quais tipos de atividade física mais potencializam seus resultados e aquelas menos produtivas.

A importância de fazer uma avaliação física antes de entrar em uma academia está na quantidade de informações relevantes que ela fornece. Esses dados ajudam seu personal a prescrever um treinamento equilibrado e adequado ao seu condicionamento físico e metas pessoais. Dessa forma, evita-se os achismos e, principalmente, os riscos de contrair alguma lesão, doença ou insatisfação com as séries indicadas.

Assine nossa newsletter se você quer saber mais sobre avaliação física e receber outras dicas importantes sobre exercício físico e alimentação saudável em sua caixa de entrada!

0 456