O sucesso de uma franquia está ligado a diversos fatores, a depender do ramo de atuação e do perfil da empresa. Porém, a escolha do ponto comercial é uma unanimidade quando falamos em planejamento de negócios.

Afinal, a localização geográfica e o imóvel onde o empreendimento funcionará definirão como o seu produto ou serviço se relacionará com o público. Além disso, o ponto comercial escolhido é importante para o cálculo da viabilidade da empresa e será essencial para permitir a expansão dos negócios.

No próximo tópico, falaremos sobre a importância do ponto comercial e como ele influencia no sucesso de uma franquia. Confira!

1. A importância do ponto comercial para o sucesso de um negócio

Todo empresário em fase inicial se depara com a necessidade de fazer escolhas que influenciarão no futuro de seu negócio. Com uma franquia, não é diferente. Apesar de todo o suporte que uma rede de lojas e uma marca conhecida trazem ao empreendimento, a escolha do ponto comercial tem grande participação na busca pelo sucesso.

Pois é justamente a localização que facilitará ou dificultará o acesso de clientes à empresa. Além do seu ramo de atividade, a escolha do local dependerá, certamente, das características de seu público-alvo: os meios de transporte que as pessoas utilizam, os hábitos de compra (se usam mais lojas físicas ou virtuais, por exemplo), a faixa etária, etc.

Além disso, a estrutura do imóvel é importante para a organização do negócio, pois ela influenciará na produtividade e nos resultados comerciais. O edifício escolhido pode, também, necessitar de um grande investimento para a adequação estrutural, como reformas na cozinha, na rede elétrica, nos encanamentos, nas facilidades de acesso, entre outros.

Por isso, é importante que a decisão sobre o ponto comercial seja tomada com bastante cautela e muito estudo, pois será difícil e custoso mudar de localidade. Vamos falar mais sobre isso a seguir.

1.1 Ponto comercial: dificuldade e custo alto para a mudança

Não à toa, o ponto comercial é considerado o primeiro dos quatro “P’s” do marketing, tamanha a sua importância para o sucesso da empresa. Os outros são: o produto, o preço e a promoção. A diferença, no entanto, do primeiro para os últimos três, é que estes podem ser ajustados com ações estratégicas e estudos de caso.

Já o ponto comercial só pode ser trocado ou reparado mediante o desembolso de grandes quantias com a mudança de equipamentos e mobília, a redecoração e a propaganda do novo espaço. Somam-se a esses, também, os valores da multa contratual do antigo aluguel, se for o caso, e de reformas estruturais no imóvel novo, que, porventura, sejam necessárias.

Isso sem contar o prejuízo do tempo de inatividade para realizar a mudança e no hiato entre a compra e a venda do imóvel, ou ao pagar dois aluguéis enquanto a transferência de localidade não é realizada por completo.

Fora isso, a mudança de ponto é sempre um recomeço do próprio negócio, com seus desafios e dificuldades renovados. Portanto, escolher o melhor imóvel antes de abrir uma franquia é essencial para evitar gastos desnecessários e não alongar o ROI (retorno sobre o investimento) do empreendimento.

Para fazer uma boa escolha, é preciso que o ponto comercial seja decidido dentro de um contexto específico, de planejamento estratégico para a empresa. Continue a leitura, pois, no próximo tópico, falaremos sobre o que é preciso analisar para a escolha acertada de um ponto comercial.

2. O que analisar ao escolher o ponto comercial para abrir uma franquia

Como vimos, a escolha do local de atuação impacta diretamente na produtividade e no resultado das vendas de uma empresa. Afinal, é ele que determinará a visibilidade do produto, a facilidade de acesso do público-alvo, a infraestrutura disponível e a organização dos processos internos.

Além disso, uma mudança da localidade escolhida pode ser bastante trabalhosa e representar um custo alto, tanto financeiro quanto para a imagem do negócio. Assim, a decisão sobre o ponto comercial certo é essencial para o sucesso da empresa.

Por isso, separamos, abaixo, 8 itens que devem ser analisados para que a decisão seja a mais adequada e contribua para os bons resultados de uma franquia. Veja quais são:

2.1 Localização

Escolher o local adequado para instalar sua franquia é crucial para a estratégia do negócio. Portanto, é preciso pensar em que público que a empresa quer atingir para, então, buscar uma região que o abranja e o agrade.

Nem sempre o endereço mais valorizado é o mais adequado ao negócio. Bairros mais afastados do centro, por exemplo, podem ser uma alternativa bastante viável para empresas com foco em preços baixos ou com vendas em grandes quantidades, como é o caso de atacadistas.

Isso significa que é preciso pensar nos produtos ou serviços que estão sendo oferecidos, em como eles são consumidos e nas formas de acesso mais utilizadas por funcionários e clientes para chegarem até eles. São esses os fatores que definirão a localidade com o melhor custo-benefício para sua franquia.

2.2 Tamanho

O tamanho do imóvel a ser utilizado como ponto comercial deve ser adequado para o ramo de atividade da empresa. Precisa, ainda, ser capaz de suportar confortavelmente uma possível expansão dos negócios para que a falta de estrutura não seja impeditiva ao seu crescimento.

Ao mesmo tempo, saber dimensionar o volume de negócios esperado e o planejamento do crescimento sustentável da empresa é essencial para não adquirir ou alugar um imóvel maior do que o necessário.

Espaços inutilizados ou mal organizados representarão despesas desnecessárias e difíceis de serem revertidas, as quais podem influenciar negativamente nos custos do processo produtivo.

2.3 Infraestrutura

É preciso analisar se o imóvel escolhido atende às expectativas quanto à infraestrutura que sua franquia necessita. Questões diversas, como número de salas, tamanho dos espaços abertos, instalações elétricas que suportem os equipamentos utilizados, dimensões das portas e estacionamento, precisam ser calculadas de acordo com as necessidades do negócio.

Além disso, é importante também verificar se há ligações suficientes de redes de internet e central telefônica, banheiros em número adequado à quantidade de funcionários e clientes, ar-condicionado ou boa ventilação, espaço para estoque, entre outras exigências, para garantir o bem-estar dos usuários e a organização dos processos internos.

2.4 Comércio ao redor

A análise do comércio ao redor do imóvel escolhido pode trazer várias informações sobre o público mais frequente. Hábitos de compra, necessidades e faixa etária, entre outras características, indicam se o perfil dos frequentadores é compatível com o do público-alvo de sua franquia.

Comércios com o mesmo perfil de clientela tendem a se ajudar, aumentando o fluxo de potenciais compradores. Assim, é recomendável verificar se os produtos comercializados ao redor do ponto comercial analisado também são complementares ao de sua franquia.

2.5 Vias de acesso

Pontos comerciais localizados em regiões com fácil acesso, próximas de avenidas e ruas importantes de ligação, geralmente, são mais valorizados, já que têm a capacidade de receber um público mais variado. Afinal, possuem maior probabilidade de que pessoas de outras regiões consigam encontrá-los e de serem vistos e conhecidos por transeuntes.

Ainda, analisar as vias de acesso ao local também é importante para saber se seus fornecedores o encontrarão com facilidade e se os funcionários terão meios de chegar sem complicações ao trabalho nos horários de pico. Além disso, um bom acesso pode viabilizar o serviço de entregas de sua franquia, se for o caso.

2.6 Movimento de pessoas em diferentes horários do dia

Saber os horários de maior fluxo de pessoas e os de baixo movimento é interessante para analisar a viabilidade de certos tipos de negócios. Há locais com maior movimentação antes e depois do horário comercial, por conta da chegada e saída de funcionários do entorno, e outros com maior fluxo durante o almoço, por exemplo.

Ainda, serviços, pontos turísticos e instituições no entorno do ponto comercial analisado também influenciam no fluxo de pessoas. Bancos possuem horários diferenciados de funcionamento, concentrando o público na parte da tarde. Já faculdades e escolas dividem a movimentação entre os períodos de aula. E parques costumam trazer mais pessoas em feriados e finais de semana.

Esse item é essencial para saber se o tipo de comércio ou serviço disponibilizado por sua franquia e seu horário de funcionamento se encaixam nos períodos de maiores movimentações do público da região escolhida.

2.7 Possibilidade de ampliação com o crescimento do negócio

Muitas vezes, a possibilidade de ampliação é esquecida na escolha do ponto comercial. Mas é importante que ela seja levada em consideração, pois uma futura adequação do imóvel pode significar gastos exorbitantes, tempo de inatividade para reformas, além de problemas com a fiscalização, a legislação local ou com contratos de aluguel.

Assim, analisar a capacidade estrutural, o tamanho do imóvel e as possibilidades de reformas rápidas e pontuais para ampliar a capacidade produtiva ou acomodar mais clientes, além de certificar-se da viabilidade legal (imóveis tombados, zoneamento urbano, etc.), é essencial para não perder boas oportunidades de crescimento.

2.8 Custos

Por último, o item que é mais lembrado, mas nem sempre bem analisado: o custo do ponto comercial. Afinal, não basta apenas calcular o valor do aluguel ou da compra do imóvel. É preciso listar os diversos investimentos que precisarão ser feitos para a adequação do lugar aos padrões da franquia e aos requisitos legais e práticos para o seu funcionamento.

Além disso, impostos, taxas locais e custos com aluguéis diversos, como depósitos para o estoque ou parceria com estacionamentos, por exemplo, também são importantes para calcular o custo do ponto.

A observância dos itens listados acima podem fazer a diferença no sucesso de sua franquia, pois a escolha do ponto comercial apropriado é crucial para garantir a produtividade, o volume de vendas e a capacidade de ampliação.

No entanto, é preciso adaptar, também, a análise do local para as particularidades do ramo de negócio da franquia. Como vimos, em diversos momentos, é necessário considerar fatores como produtos ou serviços a serem comercializados, público-alvo e faturamento médio. Falaremos melhor sobre isso no próximo tópico.

3. Como escolher a melhor opção de acordo com o negócio

Cada rede possui seu estilo próprio e exigências que tornam suas franquias únicas e reconhecíveis. Além disso, os diferentes ramos de negócios possuem, também, particularidades que podem tornar um ponto comercial mais ou menos vantajoso, mais ou menos adequado. Assim, é preciso reconhecer os fatores que podem influenciar nessa decisão.

Abaixo, separamos algumas dicas do que observar para identificar os melhores lugares para abrigarem sua franquia. Confira!

3.1 Custo de adequação

Na escolha do imóvel, deve-se calcular o custo de reformas necessárias para adequar o espaço e a infraestrutura para receber seu negócio. Adaptar salas, banheiros, instalações elétricas e iluminação são reformas necessárias que podem ser encontradas já prontas em outros lugares.

Além disso, é preciso verificar se não serão necessárias outras modificações para adequar o imóvel também aos padrões da rede de franquias.

Tenha em mente que todo esse investimento pode não agregar valor imobiliário, no caso de uma compra, ou não ser descontado do aluguel. Esse custo precisa ser medido com cuidado: assim, o investimento para colocar a empresa em funcionamento não comprometerá o seu capital de giro.

3.2 Público frequente

O público frequente do local deve ter um perfil próximo ao do público-alvo do negócio. Além disso, seus hábitos de compra precisam ser compatíveis com o funcionamento da franquia.

Assim, instalar um comércio de roupas próximo de terminais de ônibus pode ser uma boa. Mas, definitivamente, não fará sucesso se a franquia for destinada a vestidos de luxo, por exemplo. Do mesmo modo, se o local for de passagem rápida ou de muito fluxo somente à noite, um estabelecimento que funcione em horário comercial e que não seja chamativo poderá sofrer.

3.3 Visibilidade

A visibilidade pode ser importante para se destacar em meio a outros comércios, se for uma área disputada, como centros comerciais ou ruas e avenidas movimentadas. Porém, ela pode encarecer o custo do imóvel. Assim, é preciso ver se essa é a necessidade de seu negócio.

Se for o caso, possuir uma boa fachada, limpa e iluminada, com vitrines chamativas, são alguns dos requisitos para aumentar a visibilidade da empresa. Portanto, a capacidade do imóvel de ser adaptado deve ser analisada, bem como as condições das vias ao redor e das calçadas. Verifique se árvores, postes ou muros não atrapalham a visibilidade e a velocidade do trânsito da região.

3.4 Estacionamento

Se o público-alvo de sua empresa tem por hábito utilizar automóvel particular para realizar suas compras, seu ponto comercial precisa de um estacionamento com capacidade suficiente para os períodos de maior volume de clientes.

Seja pela necessidade de transportar as compras, seja por ser um local familiar ou frequentado por pessoas geralmente a caminho de outros compromissos, como trabalho e faculdade, seu negócio deve estar preparado para oferecer conforto e segurança para os clientes. Se não, você corre o risco de ser trocado pela concorrência.

3.5 Legislação

Um ponto bem importante é verificar se o imóvel segue ou pode ser adaptado às normas da legislação relativas ao ramo de atuação. As exigências da vigilância sanitária, por exemplo, para franquias que comercializam alimentos, são bem rígidas quanto a materiais utilizados nas cozinhas.

Outras questões são a quantidade de banheiros disponíveis para funcionários e clientes, a qualidade da iluminação e a pureza do ar, entre outras normas trabalhistas e do consumidor. É preciso verificar se as exigências do corpo de bombeiros são cumpridas, como, por exemplo, saídas de emergência adequadas.

Ainda, há uma diversidade de questões legais locais que precisam ser observadas, como a lei de zoneamento e os requisitos para a emissão de alvará de funcionamento pela prefeitura. Contratar um imóvel fora das especificações legais pode levar à perda do dinheiro e do tempo investido no negócio.

3.6 Endereço

Além de influenciar na visibilidade e no fluxo de clientes, o endereço do ponto comercial é fator determinante para seu preço. Assim, é importante que o proprietário da franquia avalie as necessidades de seu negócio para conseguir o melhor custo-benefício.

Franquias que utilizem apenas escritórios e trabalham mais com vendas por telefones ou internet, como agências de viagens, não precisam estar em locais de grande movimentação. Basta terem um bom acesso para funcionários ou clientes eventuais. Assim como atacadistas podem estar em bairros mais afastados, pois seus clientes e fornecedores utilizarão mais caminhões e automóveis.

No entanto, franquias que trabalham diretamente com o público precisam estar em endereços conhecidos ou que tenham boa referências para serem mais facilmente localizados, especialmente por pessoas de outras regiões.

3.7 Acessibilidade

A questão da acessibilidade deve ser tratada com muita atenção e focada tanto no público-alvo quanto nos funcionários. O ponto comercial deve ser acessível para quem opta por veículos particulares, para quem anda de transporte público e até para quem utiliza uma bicicleta para se locomover. Assim, é preciso observar se as ruas e calçadas são ideais para quem frequentará seu negócio.

Além disso, é importante que o acesso de pessoas com deficiência ao local também seja garantido, tanto em relação às vias públicas quanto ao acesso ao interior do imóvel, que precisa ser adaptado para isso, conforme as normativas legais.

Como você viu neste post, a escolha do ponto comercial precisa ser feita com bastante cautela, levando em consideração diversos fatores relacionados ao imóvel e às particularidades do local.

Porém, alguns erros clássicos cometidos por quem está começando a empreender podem comprometer a negociação pelo imóvel ou fazer com que a escolha não seja a ideal. Veja quais são eles no tópico abaixo e prepare-se para fugir das gafes.

4. Cuidados com a escolha do ponto

Ainda que o empreendedor observe todas as análises necessárias, equívocos podem fazer com que a decisão sobre a localização da empresa não seja a ideal. Conheça alguns dos principais erros cometidos por quem vai abrir uma franquia na hora de escolher o ponto comercial:

4.1 Não conhecer seus números corretamente

Para a decisão mais correta sobre o ponto comercial ideal, é preciso conhecer os números do seu negócio. Saber o faturamento esperado, os custos envolvidos nos processos e a taxa de retorno é essencial para calcular qual imóvel é viável.

Além disso, esses números são importantes para uma negociação de aluguel ou de valor de compra do ponto e devem ser considerados, também, para mensurar o capital disponível para reformas e adequações.

4.2 Deixar a ansiedade falar mais alto

Empreendedores, especialmente os principiantes, tendem a ficar ansiosos para iniciar o funcionamento de suas empresas. A vontade é de fazer o mais rápido possível pois, até então, somente gastos são contabilizados.

Mas essa ansiedade pode ser uma inimiga na hora da contratação do ponto comercial. O ideal é que ele seja procurado com bastante calma e escolhido dentre o maior número de opções possíveis.

Quanto mais alternativas, mais poder de negociação e maior a probabilidade de encontrar as melhores condições para o funcionamento da empresa.

4.3 Achar que é possível adaptar o negócio ao ponto escolhido

Outro erro bastante frequente é acreditar que seu negócio pode ser adaptado ao local escolhido com ações de marketing e propaganda. No entanto, isso é difícil de acontecer. Geralmente, o público que frequenta o local foi construído por uma série de fatores relacionados ao comércio nas redondezas, aos meios de acesso e ao perfil dos habitantes da região.

Outra maneira é tentar encaixar os processos de produção ou venda em um imóvel inadequado, mas com boa localização. Os custos podem ser altíssimos e as adequações podem não ficar boas. É preciso que o lugar ofereça o mínimo de condições para que as reformas deem resultado.

4.4 Não calcular todos os custos do ponto comercial

Cada ponto comercial possui seus custos envolvidos, que vão além do preço do aluguel ou do valor da compra. É preciso calcular, também, o gasto com manutenção condominial, impostos, segurança e infraestrutura, por exemplo.

Para saber qual lugar oferece o melhor custo-benefício, deve-se colocar, na ponta do lápis, todos esses custos e as vantagens que a localização em questão pode trazer para a franquia, como volume de vendas e fluxo de pessoas.

Se você chegou até aqui, percebeu que a escolha do ponto comercial ideal é essencial para o sucesso de uma franquia. A localização correta influencia diretamente no volume de vendas e no acesso ao público-alvo. Além disso, o imóvel precisa ter a estrutura necessária para o funcionamento da empresa, e você corrre o risco de arcar com grandes custos ao fazer uma decisão sem planejamento, o que pode inviabilizar o negócio.

Gostou do nosso artigo? Ficou com alguma dúvida sobre a escolha do melhor ponto comercial ou tem uma sugestão para enriquecer o debate? Então, compartilhe a sua opinião com a gente deixando um comentário neste post!

0 71