Questionamentos e dúvidas são comuns antes de tomar decisões que envolvem dinheiro e vida profissional. A insegurança é normal, mas deve dar lugar às ações, afinal, ninguém obtém melhores resultados parado no sofá de casa.

Se você planeja mudar sua vida profissional, deixando de ser funcionário de uma empresa e passando a ser dono do próprio negócio, esta leitura vai ajudá-lo.

Apresentaremos, aqui, as principais diferenças entre quem optou por fazer uma mudança profissional e empreender em relação a quem ainda dedica horas do seu dia e sua força de trabalho dentro de uma empresa.

Dessa forma, você terá mais segurança para colocar suas ideias e seu sonho em prática. Vamos em frente?

1. Maiores chances de obter acúmulo financeiro

Um trabalhador comum não tem grandes acúmulos financeiros. Todo mês, o dinheiro cai na conta, mas, em geral, ele trabalha a vida inteira e, somente no fim da carreira, consegue terminar o financiamento da casa própria e as prestações de um automóvel.

Isso acontece porque o funcionário tem a garantia de um salário mensal, mas que nem sempre é reajustado de acordo com o crescimento financeiro da empresa onde trabalha.

Quem é dono do próprio negócio, entretanto, consegue se beneficiar mais com o resultado do seu empreendimento. Evidentemente, o crescimento de uma empresa depende de uma série de fatores, como fazer uma pesquisa de mercado antes de empreender

Mas, no caso de sucesso, a progressão financeira será mais rápida. Os empresários conseguem acumular bens rapidamente e até expandir seus negócios e atividades.

2. Flexibilidade para o trabalho

O funcionário de uma empresa tem obrigações com as quais nem todo mundo se adapta e lida bem, como registrar o horário de entrada e saída, bater metas de vendas e se submeter a situações de pressão ao buscar a melhoria nos resultados.

Algumas pessoas gostam de trabalhar sendo cobradas. E outras querem mais independência e flexibilidade. É uma questão de perfil.

Ao ser dono do próprio do negócio, você não necessariamente vai trabalhar menos horas por dia. No começo, é possível que trabalhe dobrado. No entanto, você adquire flexibilidade para escolher, por exemplo, qual o melhor turno do dia para se dedicar ao seu negócio.

Consegue também se organizar melhor para os compromissos pessoais sem precisar dar satisfação a ninguém. Pode fazer uma pausa aqui, outra ali. Deve, entretanto, ter disciplina para não prejudicar a própria produção. Você precisa considerar que o sucesso do negócio depende essencialmente do seu empenho!

3. Sonhos e motivações pessoais

Trabalhando para uma empresa, você corre atrás das metas estabelecidas por seus superiores e nem sempre concorda com os objetivos e as estratégias que foram estabelecidos.

Depois de um tempo, as pessoas que não se adaptam às rotinas podem se sentir frustradas e começar a apresentar baixo rendimento. Quando a insatisfação domina, não há gestor capaz de recuperar a motivação para o trabalho.

Ao ser dono do próprio negócio, essa lógica inverte. Um dos segredos mais comuns de uma empresa de sucesso está na vontade de seu idealizador realizar um sonho, ou em concretizar uma causa que beneficie mais pessoas.

Os profissionais que se direcionam para seu sonho não encararam o trabalho como obrigação, pelo contrário: sentem prazer de empregar seu tempo naquilo. Os sonhos costumam ser o impulso para avançar mais e mais em busca de crescimento.

4. Escolha de um segmento

Além dos conhecimentos técnicos de cada profissão, as pessoas têm gostos pessoais. Não é possível conciliar os dois em todos os empregos.

Às vezes, os colaboradores de uma empresa possuem ideias relacionadas a um determinado segmento e não pode explorá-las, porque não correspondem ao setor de atuação da corporação onde trabalham. As ideias ficam guardadas e as oportunidades passam.

A definição do segmento é muito importante para o sucesso de uma empresa. Um dos fatores que atraem novas pessoas para o mundo dos negócios é a possibilidade de relacionar seu trabalho a uma atividade ou um tema do seu interesse.

Não é recomendado iniciar um negócio somente porque aquele setor está em plena expansão no mercado. Ser dono do próprio negócio é uma forma de explorar seus conhecimentos numa área que você já domina ou na qual já possui, ao menos, as bases.

5. A melhor equipe do mundo

É muito ruim passar horas do dia perto de pessoas com as quais você não se identifica e não tem a menor afinidade.

Equipes sem sinergia e conexão não evoluem. Você pode até já saber disso, mas pouco pode fazer sendo um funcionário. Se chegar ao chefe reclamando da má vontade de um colega, pode ser até mal interpretado e sofrer retaliação.

Ser dono do próprio negócio permitirá que você selecione as pessoas com quem vai trabalhar, considerando as capacidades profissionais delas e também suas personalidades.

É claro que o sucesso de uma equipe não depende exclusivamente do nível de amizade entre as pessoas. Por isso, é importante ter o cuidado de não escolher colaboradores somente por simpatia ou generosidade.

Ainda assim, um empresário deve se esforçar para proporcionar um ambiente de trabalho agradável e liderar um time sintonizado e desenvolver múltiplos conhecimentos.

Dessa forma, chegará mais facilmente a resultados melhores, pois as pessoas que trabalham satisfeitas e felizes rendem muito mais.

6. Autonomia na tomada de decisões

Muitas vezes, percebemos um problema na empresa onde trabalhamos e levamos sugestões aos gestores. O tempo passa, e as práticas e os processos continuam os mesmos.

Não precisa sentir raiva do seu gerente. Certas empresas possuem métodos tradicionais e hesitam muito antes de fazer mudanças. Elas se consolidaram nessas práticas e não querem assumir riscos.

Ao ser dono do próprio negócio, é possível imprimir sua marca no mundo e ter autonomia para implementar ideias inovadoras. É a hora de apostar nas oportunidades em que acredita, tanto para melhorar processos quanto para vender mais.

Agora você já sabe mais sobre as vantagens de ser dono do próprio negócio. Então, não perca tempo! E para expandir conhecimentos e encorajar a sua mudança de vida profissional, que tal ler mais um pouco e descobrir o que você precisa saber antes de abrir uma empresa?

2 212

2 thoughts on “Ser dono do próprio negócio ou trabalhar para os outros: o que escolher?

  1. Sérgio timoteo gomes de barros 1 ano atrás

    Bom dia
    Já tenho um Box Cross Hiit e gostaria de saber orçamento e se evite a possibilidade de transformar nosso Box em tribo fitness

  2. felipe 1 ano atrás

    Gostei muito do que li aqui no seu site.Estou estudando o assunto,Mas quero agradecer por que seu texto foi muito valido. Obrigado 🙂